Share |

Eleições para a Comissão Coordenadora Concelhia de Lagoa - 2017/2019

Eleições para a Comissão Coordenadora Concelhia de Lagoa - 2017/2019

MOÇÃO ESTRATÉGICA

CIDADANIA VIVA EM LAGOA!

Comissão Coordenadora Concelhia do BE-Lagoa 2017-2019

1.

A atividade do Bloco de Esquerda de Lagoa tem revelado posições e ideologias coerentes, na defesa dos direitos dos lagoenses com a aplicação de políticas de ESQUERDA SOCIALISTA. Prova disso é a constância nos resultados desde 2009, quando se apresentou as primeiras candidaturas aos órgãos máximos concelhios, Câmara e Assembleia Municipal. No entanto, o Bloco de Esquerda ambiciona mais do que a consolidação de resultados eleitorais em níveis inferiores a 10%, pelo que o novo mandato da Coordenadora Concelhia deve apostar na descolagem ascendente dos resultados, apostando em novas perspetivas de trabalho e de aproximação à população.

Os recentes resultados autárquicos afirmam o BE-Lagoa como um grupo consolidado localmente e dando mostras de coesão e dinamismo, conseguindo manter um mandato na Assembleia Municipal, assumido por Andreia Pais, e um outro na Assembleia da Uniãode Freguesias Estômbar-Parchal, ocupado por José Teixeira. Dois casos que são a prova inequívoca de que o BE-Lagoa aposta nos mais jovens e nos independentes que partilham connosco as preocupações sociais e as soluções para as remediar. O ciclo autárquico traz consigo um novo momento interno no BE local, que, assim, aproveita para se renovar e, assumindo os compromissos de sempre, ousar novas formas de denunciar os problemas e tocar no coração de cada lagoense. Neste período lidaremos com um PS local em maioria absoluta em todos os órgãos autárquicos, bem como um PSD e CDU em acentuada perda, pelo que o BE deve assumir a dianteira da oposição assertiva e construtiva, sabendo denunciar, mas também trabalhar em conjunto com o executivo para consolidar políticas de esquerda.

Nesta, como em todas as outras anteriores candidaturas, irá manifestar-se o nosso sentido democrático, cívico e social, fazendo mais pelos que menos podem e contribuindo para construir políticas que façam ser mais fácil viver em Lagoa, em todos os domínios da vida.

2.

Para concretizar estes objetivos, propomos um plano de ação, em linha as propostas políticas do “Manifesto Autárquicas 2017 – Cidadania Viva!” bem com as ideias desenvolvidas no seio do nosso núcleo, de forma a torná-lo mais ativo e interveniente na sociedade lagoense. Para isso teremos que ser reflexivos e críticos não só dos poderes externos como do nosso próprio funcionamento e métodos de trabalho. Só com humildade e abertura à sociedade o BE-Lagoa conseguirá atingir patamares interventivos relevantes.

Plano de ação

O nosso plano de ação para o biénio 2017-2019 contempla dois planos distintos e interligados, uma vez que o funcionamento interno tem que suportar a nossa ação política junto da comunidade. Seguimos nas linhas políticas gerais o documento nacional já atrás referido e nas políticas internas da concelhia algumas das reflexões apresentadas nas reuniões organizadas após as eleições autárquicas de um de outubro de 2017.

O BE-LAGOA defenderá uma política que promova:

No plano concelhio

-  O acesso à habitação condigna e economicamente suportável;

- A reabilitação do edificado existente e dos núcleos históricos remanescentes;

- O acesso a água de qualidade e ao saneamento públicos;

-  À qualidade e segurança alimentar prestada por entidades de serviço público;

-  O acesso à saúde, a médicos de família, centros de saúde e hospitais;

-  A prestação de apoio domiciliário aos mais idosos;

-  O acesso à educação e a boas condições escolares;

-  A mobilidade, com enfoque nos transportes coletivos, nos transportes suaves (bicicleta) e na fácil circulação das pessoas com dificuldades de mobilidade;

- A gratuitidade da A22-Via do Infante, para diminuir o trânsito na EN125;

- A redução das emissões de CO2, através do recurso a energias alternativas e da eletrificação da frota automóvel municipal;

- A existência de espaços verdes urbanos que promovam o lazer, o desafogo  urbano e a oxigenação do espaço;

-  A segurança pública, sem a privação das liberdades e direitos individuais;

- O trabalho assente em atividades tradicionais ambientalmente sustentáveis eque valorizam produtos e práticas ancestrais;

- A segurança laboral, física e contratual;

- A valorização do património material e imaterial local, através de políticas ativas de classificação e intervenção;

- A defesa dos valores naturais do concelho, com especial destaque para a zona ribeirinha do Arade (Rede Natura 2000), orla costeira e zonas húmidas de Lagoa;

- A participação cidadã, através da consulta (referendos e petição) e do Orçamento Participativo e do Orçamento Participativo Jovem, da ativação dos diversos grupos de trabalho municipal, como o Conselho Municipal da Juventude;

- A descentralização das reuniões da Assembleia Municipal e a sua transmissão em direto ou diferido por meios audiovisuais apropriados;

- O sistemático recurso ao concurso público ao invés da contratação pública porajuste direto.

No plano interno

- O aumento em 20% o número de aderentes;

- Ações orientadas para a juventude e grupos minoritários;

- A informação bilingue para chegar à população estrangeira residente;

- A melhoria das condições da sede;

- A animação da sede com ações abertas à comunidade;

- A realização de ações significativas com visibilidade mediática;

- A realização um debate/palestra por semestre;

- O envio regular de informação para a comunicação social;

- A realização de um encontro anual de militantes e simpatizantes;

- O aumento do número de Assembleias Concelhias para seis anuais(bimensais);

- A consolidação da comunicação online existente para militantes e para o público em geral;

- A organização de grupos de trabalho por freguesia;

- A criação de bases militantes/simpatizantes em Porches.

Os proponentes da Moção EstratégicaCIDADANIA VIVA EM LAGOA!

ANDREIA LOPES BRANCO PAIS                   

ANÍBAL DOS SANTOS ALMEIDA                                        

DAVID EDUARDO VICENTE ROQUE                                  

CÉLIA MARIA DE SOUSA PALMA DOS SANTOS              

JOÃO FORTUNATO PEIXOTO TEIXEIRA                          

JORGE MANUEL ALBANO DA ENCARNAÇÃO RAMOS    

DÓRIS RAFAEL PELEIRA                                                  

MIGUEL ÂNGELO DA SILVA MOREIRA                          

PAULO JORGE CARDOSO SEIAL VACONDEUS           

 

Mandatário da lista: David Eduardo Vicente Roque